Home Blog Page 3

Você conhece os aplicativos Google mais interessantes e mais baixados.

Neste artigo, exploraremos alguns dos aplicativos Google mais interessantes e mais baixados, discutindo como eles funcionam e por que são tão populares.

A Google é uma das empresas de tecnologia mais influente e conhecida em todo o mundo. Além de seu mecanismo de busca icônico, a empresa desenvolve e oferece uma ampla gama de produtos e serviços que se tornaram extremamente populares.

Para ter acesso aos produtos Google você precisa baixar o aplicativo Play Store para Android e o aplicativo App Store para Iphone.

1. Aplicativo Google Chrome:

O aplicativo Chrome é um dos navegadores web mais populares e amplamente utilizado atualmente. Lançado em 2008, o Chrome oferece uma experiência de navegação rápida, segura e personalizável.

Uma das principais razões para sua popularidade é a velocidade de carregamento de páginas, além de recursos avançados, como suporte a extensões e uma ampla gama de aplicativos web.

O Chrome também se destaca pela sincronização entre dispositivos, permitindo que os usuários acessem seus favoritos, histórico e configurações em diferentes dispositivos.

Você pode baixar o Google Chrome seguindo estes passos:

  1. Abra o navegador atual que você está usando e vá para o site oficial do Google Chrome.
  2. No site do Google Chrome, você verá um botão “Fazer download” ou “Baixar agora”. Clique nele.
  3. Dependendo do seu sistema operacional, o arquivo de instalação será baixado automaticamente ou você será redirecionado para escolher a versão correta para o sistema. Certifique-se de selecionar a versão correta para o seu sistema operacional (Windows, Mac, Linux, etc).
  4. Depois de baixar o arquivo de instalação, clique duas vezes nele para iniciar o processo de instalação.
  5. Siga as instruções na tela para concluir a instalação. Geralmente, você só precisa concordar com os termos de serviço e selecionar o local onde deseja instalar o Google Chrome.
  6. Após a conclusão da instalação, o Google Chrome será aberto automaticamente e você poderá começar a a usá-lo.

Lembre-se de que essas instruções são gerais e podem variar um pouco dependendo da versão do Google Chrome ou do sistema operacional que você está usando.

Certifique-se de seguir as instruções fornecidas no site oficial do Google Chrome para obter o download mais atualizado e seguro.

http://google.com/chrome

2. Google fotos

O Google Fotos é um aplicativo de armazenamento e compartilhamento de fotos e vídeos que oferece armazenamento ilimitado e gratuito, desde que as imagens sejam comprimidas.

Lançado em 2015 o aplicativo se tornou popular por sua interface intuitiva e recursos avançados de pesquisa.

O Google Fotos organiza automaticamente as fotos por pessoas, locais e objetos, permitindo que os usuários encontrem rapidamente imagens específicas.

Além disso, o aplicativo possui recursos de edição básica, criação automática de álbuns e compartilhamento fácil de fotos e vídeos com outras pessoas.

Para baixar o Google Fotos no seu dispositivo, siga estas etapas:

  1. Abra a loja de aplicativos do seu dispositivo móvel Google Play Store para dispositivos Android ou App Store para dispositivos iOS).
  2. Na barra de pesquisa, digite “Google Fotos” e pressione Enter.
  3. O aplicativo oficial do Google Fotos deve aparecer nos resultados da pesquisa. Toque nele para abrir a página de download.
  4. Na página do aplicativo, clique no botão “Instalar” ou “Baixar” para iniciar o processo de download.
  5. Aguarde até que o download seja concluído. Isso pode levar alguns minutos, dependendo da velocidade da sua conexão com a internet.
  6. Depois que o download for concluído, o Google Fotos será instalado automaticamente no seu dispositivo.
  7. Uma vez instalado, você pode abrir o aplicativo a partir da tela inicial do seu dispositivo ou do menu de aplicativos.
  8. Certifique-se de ter espaço suficiente no seu dispositivo antes de iniciar o download do Google Fotos, pois o aplicativo pode ocupar um espaço considerável devido ao armazenamento de fotos e vídeos.

Lembrando que o processo de download e instalação pode variar um pouco dependendo do seu dispositivo e da versão do sistema operacional que você está usando.

3.Google Drive

O Google Drive é um serviço de armazenamento em nuvem que permite aos usuários armazenar, sincronizar e compartilhar arquivos e pastas online.

Lançado em 2012, o Google Drive oferece inicialmente 15 GB de armazenamento gratuito, que pode ser aumentado por meio de planos pagos.

Os usuários podem acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo com acesso à internet, realizar colaboração em tempo real em documentos, planilhas e apresentações e até mesmo fazer backup automático de fotos e vídeos do celular.

Com recursos como pesquisa avançada, compartilhamento simplificado e integração com outros aplicativos Google, o Google Drive se tornou uma ferramenta essencial para muitos indivíduos e empresas.

Para baixar o Google Drive, siga estas etapas:

  1. Abra o seu navegador da web e visite o site oficial do Google Drive em https://www.google.com/drive//.
  2. Clique no botão “Fazer o download do Google Drive” ou em qualquer outra opção semelhante que indique o download.
  3. Dependendo do seu sistema operacional, você será redirecionado para a página de download específica. Por exemplo, se você estiver usando um dispositivo com sistema operacional Windows, será direcionado para a página de download do Google Drive para Windows.
  4. Na página de download específica, clique no botão “Fazer o download” ou similar para iniciar o download do instalador.
  5. Após o download ser concluído, localize o arquivo do instalador em seu computador.
  6. Execute o arquivo do instalador para iniciar o processo de instalação do Google Drive.

Siga as instruções fornecidas pelo instalador para concluir a instalação. Isso pode incluir a aceitação de termos de uso, a escolha de uma pasta de instalação e outras configurações.

Após a conclusão da instalação, o Google Drive estará disponível em seu computador. Procure o ícone do Google Drive na área de trabalho ou na barra de tarefas para abri-lo.

Lembre-se de que o Google Drive também pode ser acessado através de um navegador da web, sem a necessidade de baixar e instalar o aplicativo. Basta visitar o site do Google Drive e fazer login com sua conta do Google.

4. Google Maps

O Google Maps revolucionou a forma como nos deslocamos e exploramos o mundo. Lançado em 2005, o Google Maps oferece mapas detalhados, rotas, informações de trânsito e vistas panorâmicas em 360 graus de ruas em todo o mundo.

Ele permite que os usuários naveguem facilmente em sua cidade ou em qualquer lugar do mundo, encontrem empresas locais, obtenham direções precisas e explorem lugares com visualização de satélite.

O aplicativo também fornece informações em tempo real sobre condições de trânsito, opções de transporte público e até mesmo estimativas de tempo de chegada.

Para baixar o Google Maps, você pode seguir estas etapas:

  1. Abra a loja de aplicativos no seu dispositivo móvel. Se você estiver usando um dispositivo Android, abra a Google Play Store. Se você estiver usando um dispositivo iOS, abra a App Store.
  2. Na barra de pesquisa da loja de aplicativos, digite “Google Maps” e pressione Enter ou pesquise.
  3. Nos resultados da pesquisa, procure o aplicativo oficial do Google Maps e clique nele.
  4. Na página do aplicativo Google Maps, clique no botão “Instalar” (no Android) ou “Obter” (no iOS). Dependendo do seu dispositivo, pode ser necessário confirmar sua identidade ou fornecer sua senha da conta para iniciar o download.
  5. Aguarde até que o download e a instalação sejam concluídos. Isso pode levar alguns minutos, dependendo da velocidade da sua conexão com a internet.
  6. Após a instalação, você verá o ícone do Google Maps na tela inicial ou no menu de aplicativos do seu dispositivo.
  7. Agora você pode abrir o Google Maps e começar a usá-lo para navegar, encontrar direções, explorar lugares e muito mais. Certifique-se de ter uma conexão de internet ativa para aproveitar todos os recursos do aplicativo.

5.  Google Assistant

O Google Assistant é um assistente virtual inteligente desenvolvido pela Google.

Ele usa inteligência artificial e aprendizado de máquina para responder a perguntas, fornecer informações, realizar tarefas e interagir com outros dispositivos conectados.

O Assistant está disponível em smartphones Android, bem como em dispositivos como o Google Home e smart displays.

Os usuários podem fazer perguntas ao Assistant, como previsão do tempo, agendamento de compromissos, reprodução de música, controle de dispositivos domésticos inteligentes e muito mais.

Com atualizações constantes e integração com outros serviços do Google, o Assistant continua evoluindo para fornecer uma experiência de assistência virtual cada vez mais aprimorada.

Para dispositivos Android:

  1. Vá para a Google Play Store no seu dispositivo Android.
  2. Pesquise “Google Assistant” na barra de pesquisa.
  3. Selecione o aplicativo “Google Assistant” na lista de resultados.
  4. Toque no botão “Instalar” e aguarde o download e a instalação do aplicativo.

Para dispositivos iOS (iPhone/iPad):

  1. Abra a App Store no seu dispositivo iOS.
  2. Pesquise “Google Assistant” na barra de pesquisa.
  3. Selecione o aplicativo “Google Assistant” na lista de resultados.
  4. Toque no botão “Obter” e siga as instruções na tela para fazer o download e a instalação.

Para dispositivos Google Nest/Home:

O Google Assistant geralmente já está integrado nesses dispositivos e não requer um download separado.

Você pode configurá-lo usando o aplicativo Google Home no seu smartphone.

Lembre-se de que a disponibilidade do Google Assistant pode variar de acordo com o país e o idioma, portanto, verifique se o aplicativo está disponível na sua região antes de tentar baixá-lo.

6. Google home:

O Google Home é um dispositivo de assistente de voz desenvolvido pelo Google. O Google Home utiliza o Google Assistant, que é o assistente de voz inteligente do

Google, para responder a perguntas, fornecer informações, reproduzir música, controlar dispositivos domésticos inteligentes e realizar várias outras tarefas.

Para configurar e usar o Google Home, siga estas etapas: 

  1. Adquira um dispositivo Google Home compatível, como o Google Nest Mini, Nest Audio ou Nest Hub Max.
  2. Conecte o dispositivo à rede Wi-Fi doméstica seguindo as instruções fornecidas.
  3. Faça o download do aplicativo Google Home no seu smartphone ou tablet, disponível para Android e iOS.
  4. Abra o aplicativo Google Home e siga as instruções para configurar o dispositivo. Isso inclui conectar sua conta do Google e vincular o dispositivo à sua rede Wi-Fi.
  5. Após a configuração, você pode começar a usar o Google Home para realizar várias tarefas. Basta dizer “Ok, Google” ou “Hey, Google” para ativar o dispositivo e fazer uma pergunta ou comando.

7. Aplicativo Google Agenda:

O Google agenda app foi criado para facilitar o compartilhamento de sua agenda com outras pessoas de sua equipe e a criação de agenda de modo compartilhado.

Com ela você pode criar tarefas pessoais e tarefas do trabalho juntas diferenciando por cores.

Você não vai mais perder nenhum compromisso e ainda vai poder visualizar melhor o tempo que gasta com cada atividade e se consegue assumir novos compromissos.

Além disso, você ainda consegue sincronizar as informações com todos seus dispositivos.

Para baixar o Google Agenda no seu dispositivo, você pode seguir as instruções abaixo, dependendo do sistema operacional do seu dispositivo:

Android:

  1. a. Abra a Google Play Store no seu dispositivo Android.
  2. b. Na barra de pesquisa, digite “Google Agenda” e pressione Enter.
  3. c. Selecione o aplicativo “Google Agenda” nos resultados da pesquisa.
  4. d. Toque em “Instalar” e aguarde até que o aplicativo seja baixado e instalado no seu dispositivo.

iOS (iPhone/iPad):

  1. a. Abra a App Store no seu dispositivo iOS.
  2. b. Na barra de pesquisa, digite “Google Agenda” e pressione Enter.
  3. c. Selecione o aplicativo “Google Agenda” nos resultados da pesquisa.
  4. d. Toque em “Obter” e aguarde até que o aplicativo seja baixado e instalado no seu dispositivo.

Após concluir o download e a instalação, você pode abrir o aplicativo Google Agenda e fazer login com sua conta do Google para começar a usá-lo.

Certifique-se de ter uma conexão de internet estável para baixar o aplicativo e acessar suas funcionalidades.

Leia também – Aprenda a usar o aplicativo Agenda Google para potencializar sua produtividade e organização.

Como fazer guirlanda de Natal artesanal

A chegada do Natal é uma das épocas mais esperadas para aqueles que adoram decorar a casa. A guirlanda de Natal artesanal é uma ótima maneira de dar um toque de personalidade ao espaço.

Ela pode ser simples, feita com materiais recicláveis, ou mais luxuosa e elegante, feita com materiais mais caros, como espelhos e cristais.

Independentemente do estilo, é possível criar uma guirlanda artesanal que combine com seu Natal.

Criar uma guirlanda de Natal é mais fácil do que você imagina

Ela é simples de ser feita, e existem muitas maneiras de customizar o processo de acordo com seu estilo e escolha de materiais.

Além de poder usar os materiais já existentes em sua casa, tais como velas ou laços de cabelo, muitas pessoas optam por alternativas mais criativas, como materiais coloridos, reciclados ou materiais naturais.

Uma guirlanda de Natal artesanal também pode ser usada como um presente para amigos ou familiares. Se você quiser dar um presente especial a alguém.

Criar uma guirlanda artesanal será uma ótima opção. Com um pouco de criatividade, você pode criar uma guirlanda linda e exclusiva, com o seu toque pessoal.

A melhor parte é que ela não precisa ser cara ou difícil de fazer.

Como fazer guirlanda de Natal artesanal | Informações detalhadas em passo a passo

1. Materiais:

– Argolas de acrílico, madeira, metal , papelão
– Botões
– Fita de cetim
– Laço de fita
– Tecido, feltro, juta
– Bolas para enfeites de Natal
– Fio de náilon
– Pinha seca, flores desidratadas ou artificiais

-Corda, sisal, galhos, etc

2. Preparação:

– Separe todos os materiais que você vai usar na guirlanda.
– Determine o tipo de argola que irá utilizar (papelão, isopor, acrílico, metal, madeira, galhos).
– Escolha a paleta de cores de sua guirlanda.

3. Fazendo a Base:

– Prepare a argola e envolva-a com fita, galhos, folhas , linha, o material de sua escolha.
– Coloque um gancho ou simplesmente amarre com um fio de nylon.

4. Montagem Final:

– Use cola quente para distribuir as bolas, pinhas por toda guirlanda.
– Aplique os itens finais para incrementar o trabalho.

Vantagens e benefícios

1. Mais acessível: Fazer uma guirlanda de Natal artesanal é mais acessível do que comprar uma pronta. É possível criar uma guirlanda de Natal usando materiais que você já tenha em casa.

Estes materiais incluem tecidos, lã, feltro, botões, linhas, alfinetes, fitas artesanais, pingentes e muito mais. Também é possível reutilizar itens que você já tenha em casa.

Como garrafas vazias, caixas e outros. Esta abordagem permite criar guirlandas exclusivas e cheias de personalidade, que não serão iguais às outras.

2. Liberdade criativa: Fazer uma guirlanda de Natal artesanal também permite que você use sua criatividade enquanto cria seu projeto. Isso lhe dará a liberdade de escolher como deseja decorar e personalizar sua guirlanda.

3. Estimula a cura: Guirlandas de Natal artesanais podem acalmar o ambiente de casa, tornando-o mais curativo.

O cuidado e o amor necessário na criação do projeto, permite que você sintonize sua calma interior.

4. Uma ótima oportunidade para passar tempo com sua família: Fazer guirlanda de Natal artesanal é uma ótima oportunidade para passar tempo com sua família e criar memórias.

Isso é mais do que apenas o processo de criação de uma guirlanda, mas também é o processo de fortalecer os laços entre você e seus entes queridos.

Permitindo que vocês compartilhem alegria e diversão ao realizar um projeto conjunto.

Considerações finais

Não importa o quanto você conheça sobre guirlandas de Natal artesanais, existem muitos designs para escolher.

Procure um profissional qualificado para ajudá-lo a criar seu projeto perfeito. Com algumas instruções e material, você poderá criar uma guirlanda bonita e única para a sua casa.

Preste atenção às dimensões, pois isso pode significar a diferença entre um showpiece focal na sala ou apenas outro objeto para passar despercebido.

Também é importante ter em mente que os materiais para guirlandas artesanais podem ser caros, portanto, é importante ter uma ideia clara do dinheiro que você está disposto a investir no projeto.

Quanto mais interessante for o projeto, mais caro ele pode ficar. No final, esteja pronto para um projeto divertido que você e sua família poderão desfrutar por anos.

https://empreendedorismonews.com/artesanato/enfeites-para-datas-comemorativas-veja-como-fazer-siga-o-passo-a-passo/

Desidratação de Flores Naturais: Confira as Técnicas para Desidratar.

A desidratação de flores naturais é uma ótima maneira de destacar os tons e as belas curvas de cada flor. O processo de secagem não é difícil e pode ser facilmente feito em casa.

Os resultados são lindos e duram muito tempo. Além de ser usada para artesanatos, a desidratação de flores naturais também é ótima para decoração.

Muitos artistas e floristas já usam o método para dar alegria e dar novos usos em seus projetos. O processo de desidratação é simples e requer muito pouco em termos de material.

O que é necessário para fazer artesanato com flores naturais

Você precisará apenas de algumas flores naturais e uma forma de secá-las e, é claro, um pouco de paciência.

Uma maneira de desidratar flores naturais é usando a gravidade. Basta dar alguns passos simples: remova a água, corte o caule e coloque as flores viradas para baixo, assim ficarão com um caimento bonito.

Coloque-as em algum lugar onde o vento possa soprar sobre as flores e deixá-la descansando por alguns dias até que as flores estejam totalmente secas. Se possível, que seja um local com pouca iluminação, isso vai ajudar a preservar a cor.

Desidratar flores naturais ao ar livre é uma maneira comprovada de preservar sua beleza.

Passo a passo para desidratar flores naturais para seu artesanato

1. Escolha as flores: Não escolha flores muito grandes, pois elas são mais difíceis de desidratar.

As melhores flores para desidratar são as flores pequenas, ou médias como o ranúnculo, calêndula, estrela-do-campo, malvavisco, margaridas e papoilas que têm texturas e cores lindas que se preservam bem.

2. Prepare as flores: Lave as flores cuidadosamente para remover sujeira e insetos. Depois seque-as bem com um pano limpo.

3. Desidrate as flores: Existem várias maneiras de desidratar flores.

3.1 Você pode usar uma estufa de ar quente, porém é uma maneira pouco viável;

3.2 Você pode pendurar as flores e folhas viradas para baixo deixando em um lugar onde há passagem de vento e pouca iluminação, deixar em um lugar com pouca iluminação vai ajudar na conservação da cor.

Faça um varal e amarre galho por galho de cada flor, folhas, pois assim favorecerá na passagem de ar e evitar bolores.

3.3 E a última opção é utilizar a sílica, neste caso coloque as flores em um pote hermético e cubra as flores e folhas com a sílica, deixe por alguns dias, esta é uma forma de acelerar o processo de secagem.

Retire as flores e folhas do pote quando estiverem totalmente secas. A sílica é encontrada com facilidade na internet, mas você poderá encontrar em supermercados também.

4. Armazene as flores: Após as flores estarem completamente desidratadas, armazene-as em um recipiente limpo hermético para mantê-las protegida do sol ou muita iluminação.

5. Utilize: Você poderá utilizar suas flores desidratadas para fazer artesanatos exclusivos. Elas podem ser adicionadas a bijuterias de resina, decorações de lembrancinhas, balões, arranjos de flores desidratadas, buquê de flores desidratadas, chaveiros de resina e muito mais!

Porque é importante desidratar flores naturais para seu artesanato

Desidratar flores naturais é uma técnica importante para diversos trabalhos de artesanato, pois permite preservar as flores por um período de tempo longo.

Ao desidratar uma flor natural, o seu aspecto original é mantido e não vai mofar ao longo do tempo.

Quando as flores são desidratadas, elas são resistentes a mudanças climáticas, são resistentes à decomposição, à oxidação e a bolor, tornando-as ideais para uso em trabalhos de decoração.

Pois mantém sua qualidade e beleza por muito tempo. Além disso, a desidratação permite que flores coloridas sejam utilizadas como tintas para criar trabalhos artesanais interessantes.

Considerações finais

Há várias maneiras de desidratar flores naturais para seu artesanato, dependendo do tipo de trabalho desejado. Você pode optar por secar a flor naturalmente.

Ou usar a técnica de congelamento para dar uma aparência diferente às flores. De qualquer forma, garanta que a flor esteja completamente seca antes de começar o trabalho para evitar que elas se estraguem.

Enquanto isso, certifique-se de usar materiais adequados para armazenar e manter as suas flores desidratadas, como caixas apropriadas, guardanapos de papel ou seda.

Por fim, não se esqueça de ter paciência e dedicação em seu trabalho, pois elas são fundamentais para o sucesso das suas criações artesanais com flores naturais desidratadas.

Estas foram as dicas que vão te ajudar muito na desidratação de flores naturais. Portanto, basta por em prática em seu dia a dia e ver os resultados detalhadamente.

Leia também | Quer fazer um jardim vertical? Confira as dicas aqui

Jardim Vertical: Confira as Dicas Aqui e Faça Você Mesmo.

O Jardim vertical é uma tendência em construção e design sustentável. Esses jardins construídos em paredes, camadas ou estruturas não são apenas um modo criativo de estimular um ambiente saudável e bonito.

Mas também uma maneira moderna de trazer a natureza de volta para as cidades. Esta abordagem inovadora tornou o conceito de jardins verticais ainda mais popular.

E a cada dia surgem novos projetos e desenhos que usam os benefícios desses espaços verdes modernos para conferir-lhes uma atmosfera de tranquilidade e cor às áreas urbanas.

Detalhes sobre o Jardim Vertical

Um dos principais atrativos para a implantação de um jardim vertical é a sua versatilidade, pois essas estruturas podem se adaptar aos mais diversos tipos de ambientes.

Do mesmo modo, esse tipo de jardim também pode ser usado para criar um espaço de relaxamento, uma vez que o seu efeito visual de sombra e ar puro favorece diretamente o bem-estar daqueles que o usufruem.

Essas características tornam os jardins verticais extremamente versáteis, podendo ser instalados tanto em prédios comerciais como em casas particulares.

Adicionalmente, a impressão estética dos jardins verticais, embutidos nas fachadas de edifícios, pode mudar completamente a imagem da cidade.

Em diversos casos, semelhantes aos espaços públicos muito bem conservados, é possível criar cenários urbanos modernos e belos, em que a natureza e o design se equilibram de maneira harmônica.

Para arrematar, os jardins verticais também podem influenciar na temperatura do ambiente, melhorando o conforto térmico das áreas de convivência.

Passo a passo para fazer um Jardim vertical

1. Planeje o projeto:

Decida o tamanho, localização, forma e tema do jardim. Desenhe o projeto para ter uma visão geral do que planejou. Nessa etapa, escolha as plantas e flores para o jardim adequadas ao clima existente na sua região.

2. Concentre-se na estrutura:

Decida como será a estrutura do seu jardim vertical e opte por um plano de montagem que melhor se enquadre com o seu projeto. Uma caixa de madeira é uma técnica bastante comum para montar um jardim vertical. É bem fácil de montar e velar.

3. Terraceie a estrutura:

Essa é uma etapa essencial para que seu jardim dure por muito tempo. Divida a estrutura em faixas e preencha cada uma com um tipo de substrato adequado para o tipo de planta que será colocada naquela faixa.

4. Faça a montagem:

Coloque ganchos ou anéis na estrutura para prender os vasos e recipientes que contêm as plantas. Se tiver mais de um plano de estrutura, combine de forma harmoniosa os vasos e recipientes.

5. Regue corretamente as plantas do Jardim Vertical:

Cada tipo de planta e cada condição climática precisa de um tipo específico de rega. Portanto, informe-se adequadamente sobre a quantidade de irrigação ideal para cada planta, para que elas não fiquem expostas.

6. Aplique adubo nas plantas:

O adubo ajuda a fornecer os nutrientes necessários para que as plantas cresçam saudáveis. Use composto orgânico como adubo para dar nutrientes às suas plantas, conforme a necessidade de cada uma delas.

7. Mantenha o jardim bem cuidado:

A manutenção é crucial para garantir que o seu jardim vertical permaneça belo e saudável. Lembre-se de limpar as cascas e folhas caídas regularmente para evitar o acúmulo de água e mofo. Pode usar uma aspiradora para remover sujeiras mais difíceis.

A tendência do Jardim vertical para os próximos anos

A tendência do Jardim Vertical para os próximos anos é cada vez crescente. Esta técnica de paisagismo é o crescimento de vegetação em superfícies verticais, como paredes, telhados, frisos de muro ou grades de cerca.

O jardim vertical permite adicionar beleza e cor a qualquer espaço, permitindo que a vegetação cresça em estruturas feitas pelo homem.

Os jardins verticais permitem criar grandes jardins em ambientes urbanos com espaço limitado. Podem ser semeados diretamente na parede usando adesivos de fibra de bananeira.

Criando uma aparência diversificada com diferentes tipos de plantas e flores. Além disso, são uma ótima forma de reduzir o ruído, criando estruturas de absorção de som.

Considerações finais sobre o jardim vertical

Os jardins verticais também são úteis para ajudar na redução das ilhas de calor nas cidades, além de melhorar a qualidade do ar, melhorando o controle de poluição.

O uso desta técnica de paisagismo contribuirá para o meio ambiente, ajudando na conservação dos recursos naturais.

Outros benefícios dos jardins verticais incluem a criação de abrigos para a fauna e a flora, a melhoria da qualidade estética dos edifícios e a criação de espaços verdes para pessoas.

As possibilidades são tidos, pois os jardins verticais podem ser projetados para se encaixar nos edifícios, em canteiros ou até na forma de mural.

A tendência dos jardins verticais para os próximos anos irá continuar a ser uma forma moderna de paisagismo, que oferece muitas vantagens, ambientais e estéticas, ao redor do mundo.

Esta técnica é versátil e acessível a todos os estilos de propriedade, tornando-se cada vez mais popular.

Leia também | Não sabe usar a resina? Confira aqui como usar corretamente esse material

Resina: Veja Como Utilizar Corretamente nos Artesanatos.

A resina é um material muito versátil e que vem sendo cada vez mais usado na realização de obras de arte, decoração, bem como em todo o tipo de reparações.

Ela possui várias qualidades, entre elas, que ela é resistente a água e às intempéries do tempo. Por isso, é perfeita para fixar elementos, proteger superfícies e até para uma decoração mais viva e decorativa.

Mas, para obter os melhores resultados com a resina, é importante saber usá-la corretamente. Na maioria dos casos, isto implica na mistura de duas ou três componentes, cujas proporções e quantidades devem ser bem calculadas para se obter os melhores resultados.

É fundamental que se siga as instruções que acompanham a resina, pois o uso incorreto dela pode supostamente comprometer a qualidade final do produto.

Além disso, é importante que se utilize o equipamento certo, como luvas e máscaras de proteção. Assim, o uso correto da resina pode garantir um ótimo resultado no seu projeto. Veja abaixo como usar corretamente a resina.

Onde e como usar a resina?

É utilizada em diversos projetos de artesanato, decorativos, construção, restauração, encadernação, acabamento de móveis e aplicações industriais.

Geralmente, é usada para selar e revestir peças, seja para proporcionar brilho, proteção de desgaste, selagem, brilho, resistência a intempéries, resistência à água, ligação, entre outros.

Ela também pode ser usada para recortar e adesivar superfícies, para formar estruturas, para preencher lacunas, para dar acabamento perfeito e até para criar superfícies transparentes personalizadas.

É aplicada em diversos tipos de substrato, como madeira, vidro, metal, papel, plástico, borracha, isopor, fibra de vidro e outros. É importante lembrar de que alguns materiais requerem uma preparação específica antes de aplicar a resina.

O momento de aplicar depende de qual tipo de projeto você está fazendo e do material usado. Uma vez que o substrato esteja pronto, a resina é aplicada com um pincel ou com um rolo, dependendo do tipo de superfície.

Geralmente, ela precisa de tempo para curar, mas isso também depende do tipo de resina utilizada. Por exemplo, o tempo de cura da resina epóxi é menor que a da resina poliéster ou acrílica.

O tempo de cura também pode ser acelerado seguindo das instruções, geralmente com o uso de luz UV, mas outros tipos de resina devem ser aquecidos para curar.

Passo a passo para utilizar a resina

1. Preparação da superfície: Antes de começar a usar a resina, certifique-se de que a superfície a ser trabalhada esteja limpa, seca e lisa. Esta etapa é muito importante para garantir um bom acabamento.

2. Ligar e misturar a resina: Confira se tem todos os utensílios necessários para aplicação da resina. Conecte e misture a resina e o agente endurecedor usando as instruções do fabricante, combinando-os de acordo com as proporções indicadas.

3. Misturar: Misture bem os dois componentes por alguns minutos, para garantir a homogeneização do material. Agite suavemente a mistura usando um instrumento de mistura, até obter um líquido de textura homogênea.

4. Aplique a resina: Utilizando uma espátula ou escova de cerdas duras, aplique o líquido uniformemente na superfície desejada. Não deixe concentrações de material no local.

5. Modele a superfície: Se desejar, utilize uma caneta ou uma espátula para criar desenhos e modelar a superfície.

6. Enxágue a peça: Descarte o material utilizado na aplicação da resina e limpe bem a área com água para remover todos os vestígios do material.

7. Secar bem: Agora que já removeu todo o material, é bem importante que você se certifique de que a superfície está bem seca antes de dar o próximo passo.

8. Vinagre: Para obter um acabamento uniforme, use uma solução de vinagre diluído e limpando toda a superfície.

9. Aplique o acabamento final: Agora você pode usar verniz ou laca acrílica para dar o acabamento desejado.

Considerações finais

É um material extremamente versátil, com inúmeras aplicações versáteis. Os seus benefícios principais estão relacionados à durabilidade, resistência e à estética que oferece a um projeto.

Graças à sua versatilidade e à diversidade de produtos disponíveis, a resina pode ser usada em projetos simples e complexos, oferecendo novas possibilidades de decoração e design modernos.

No entanto, é importante ter em conta que a resina nem sempre é uma opção econômica e que os seus custos podem variar significativamente dependendo do tipo e da quantidade necessária.

Além disso, pode ser necessário contratar especialistas para o processo de aplicação. Esperamos que estas instruções simples ajudem você a conseguir o melhor acabamento possível usando resina! Boa sorte!

Leia também | Confira aqui o passo a passo para fazer cestas em vime

Vasos de cimento para decoração | Veja nossas dicas

Os vasos de cimento para a decoração são um dos principais elementos utilizados atualmente por pessoas de todos os estilos decorativos.

Esta tendência veio para ficar e oferece ao consumidor uma solução prática, moderna e sofisticada para usar em diversas situações.

Seu emprego pode abranger áreas internas ou externas e em sua versão convencional ou artística, dão um charme único a qualquer ambiente.

Detalhes sobre o vaso de concreto para a decoração

O cimento é um material bastante versátil e essa é uma das vantagens do produto. Ele pode ser usado em diferentes acabamentos, de fosco até metálico, possibilitando diversos estilos para adornar os espaços.

Além disso, é muito resistente e durável, podendo ficar exposto a intempéries sem se desgastar em excesso. Os vasos de cimento para plantas são perfeitos para adicionar um toque de modernidade a qualquer ambiente.

Os modelos são variados: desde os grandes, ideais para jardins ou varandas, até pequenos com formatos diferentes para adicionar um toque de personalização ao seu Lar.

Embora eles possam ser usados para plantar, também são preferidos para servirem como decorativos de plantas artificiais.

Dessa forma, quem não tem habilidades para trabalhos de jardinagem pode empregá-los ao seu favor, trazendo beleza e vida para seus ambientes.

Conhecendo os tipos de cimento

1. Cimento branco estrutural (verifique no rótulo se o cimento branco é estrutural)

Com este material sua peça terá uma durabilidade muito maior. O resultado final é uma peça resistente, porém este material absorve qualquer tipo de pigmento com muita facilidade, podendo manchar sua peça com muita facilidade.

Se você quer fazer uma peça com uma cor clara este material é o ideal.

2. Cimento branco não estrutural

Não aconselho usar este tipo de cimento, pela fragilidade da peça no seu resultado final. O tempo de durabilidade é bastante reduzido. Este tipo de material é bem em conta.

O vaso com este material trinca com muita facilidade.

3. Cimento cinza

Com este cimento você vai conseguir um vaso resistente, além disso, é um material fácil de encontrar.

Tipo de areia

Areia fina

Areia média

Areia grossa

Tipo de pedra

Pó de pedra: são aquela bem pequenas. Ideal para peças pequenas.

Pedrisco: são pedras com tamanho de 4 mm a 9 mm. Este já é indicado para peças de tamanho médio.

Brita: são pedras com tamanho de 9 mm a 19 mm. E por fim, este tipo é usado em vaso de cimento grande.

Aditivo Impermeabilizante, Verniz e Silicone para alvenaria

Os vasos de cimento são extremamente porosos, por isso é importante impermeabilizar. Neste caso, o impermeabilizante pode ser misturado na massa.

É importante usar um produto específico para alvenaria ou artesanato em concreto.

O verniz pode alterar a aparência do concreto, se você quer manter a aparência rústica não é aconselhável utilizar.

O silicone pode ser aplicado com uma trincha por dentro e por fora da peça, com a peça totalmente seca.

Moldes

Para os moldes, podem ser usados papelão, vasilhas, potes, cano de PVC (faça um corte para desinformar), baldes, moldes de silicone, madeira.

Dependendo do tipo de peça e tipo de molde é necessário untar o molde com vaselina líquida. Vai facilitar na hora de desinformar.

Preparo da massa

Existem vários tipos de cimento, e pode haver diferenças entre elas.

Basicamente a proporção é de 1 : 2 : 3 (1 de cimento, 2 de areia e 3 de pedrisco) e um pouco menos de 1 medida de água, a massa não pode ficar muito fluída.

Para cada tipo de vaso os agregados que são a areia e pedrisco serão diferentes.

A medida da água é muito importante, use a quantidade indicada na embalagem. Não use água a mais do que o indicado. Na verdade a massa deve ficar levemente esfarelada e não uma massa líquida, por isso é importante acrescentar os aditivos plastificantes ao invés de acrescentar mais água.

Coloque em um recipiente o cimento, areia, pedrisco em seguida coloque 2/3 de água e misture, acrescente 1% de impermeabilizante (este 1% quero dizer 1% da medida da água) se necessário acrescente o restante da água. Misture tudo muito bem.

Como fazer vaso de cimento para a decoração

1. Prepare a forma de seu vaso. Você pode usar qualquer recipiente para criar a forma. Lembre-se de selar bem as bordas do recipiente para evitar vazamentos.

2. Despeje a mistura de cimento dentro do recipiente e use uma pá de jardineiro para espalhar o cimento de maneira uniforme, certifique-se de que a superfície esteja plana e lisa. Dê leves batidinhas para preencher bem todos os espaços.

3. Deixe o vaso endurecer, dependendo do tipo de cimento usado pode demorar de 5 horas a 24 horas. Após isso, desinforme e passe pelo processo de cura.

4. Lixe a peça para que fique lisinho.

4. Para garantir a resistência do seu vaso e assim que esse já estiver seco, cubra o vaso com silicone impermeabilizante para evitar absorção de umidade.

5. Se desejar, invista em um acabamento bem bonito.

6. Agora seu vaso está pronto para decoração.

Processo de Cura dos vasos de cimento

A cura nada é mais que atrasar o processo de secagem da peça. É importante molhar as peças com água por pelo menos 2 dias, ou até mesmo deixar a peça mergulhada na água.

Porque ocorrem as trincas e rachaduras nos vasos de concreto

São várias as razões.

Não usar os agregados como areia, pedrisco podem ocasionar rachaduras e trintas;

Usar proporções errada do material;

A temperatura influência no resultado final;

Não fazer a cura das peças.

Benefícios e vantagens de usar vasos de concreto para a decoração

1. Aparência atraente – Os vasos de cimento são únicos e podem adicionar estilo e interesse à sua decoração. O cimento pode ser personalizado para atender a qualquer estilo de decoração e com o uso de tintas ou variação de cores, você pode obter aquele toque final moderno, aparência diferenciada e moderna, realçando a beleza do seu lar.

2. Durabilidade – Os vasos de cimento são muito resistentes, oferecendo durabilidade ao seu projeto de decoração. Os vasos de cimento não só possuem uma aparência atraente, mas são extremamente resistentes aos efeitos do tempo.

3. Um aspecto natural – Os vasos de cimento têm a capacidade de serem misturados com outras texturas para criar um ambiente natural. As possibilidades são infinitas, como unir pedras, esculturas de madeira, telhas, flores ou qualquer outro material natural.

5. Ecologicamente correto – Usar vasos de cimento para decoração contribui para o meio ambiente. O cimento é um material reciclável.

O que significa que quando os vasos de cimento estiverem danificados eles podem ser facilmente destruídos e reciclados para outros fins. Isso também significa que, ao usar vasos de cimento, você ajuda a impedir o acúmulo de material em aterros sanitários

Considerações finais

Os vasos de cimento são ótimas alternativas para decoração de ambientes visando trazer um diferencial para o espaço. Por possuírem ótimo custo benefício, são diversas as cores, faixas e acabamentos, contando ainda que se adaptam a diversos estilos de decoração.

Além disso, os vasos de cimento também são facilmente encontrados, pois são suportados por diversos estabelecimentos.

Assim sendo, dá-se por concluído que os vasos de cimento são uma excelente opção para ambientes internos e externos, oferecendo um certo charme e, acima de tudo, praticidade na hora de decorar.

Portanto, não há dúvidas de que os vasos de cimento são uma ótima escolha para quem quer decorar o ambiente e ainda contar com um ótimo custo-benefício.

Um ponto negativo dos vasos de concreto é que o cimento não foi feito exatamente para esta finalidade, portanto o resultado vai depender muito do tipo do cimento e tipos de agregados utilizados.

É muito importante testar os seus produtos caso queira produzir para vender.

Leia também – Como montar uma loja virtual para vender artesanato – Veja aqui as dicas

Cosméticos naturais e naturais orgânicos veja quais as diferenças

Os cosméticos naturais são cada vez mais populares no mundo da cosmética. Estes produtos oferecem uma alternativa natural para pessoas que procuram cosméticos mais suaves para sua pele.

O uso de cosméticos naturais é mais saudável do que o uso de cosméticos tradicionais, oferecendo aos consumidores reais benefícios à saúde.

Os ingredientes são naturais, eles contêm menos produtos químicos e são mais suaves para a pele do que os cosméticos tradicionais.

Cosmético natural e orgânico

Cosméticos naturais e orgânicos fornecem um alto grau de pureza da matéria prima. Já nos cosméticos naturais não é exigido este alto grau de pureza.

Os cosméticos com 95% de matéria-prima natural orgânicos na sua composição é considerado cosmético natural orgânico por empresas internacionais, já nas indústrias nacionais essa exigência é de 70 % de matéria-prima natural orgânica.

Vale lembrar que este mercado de natural orgânico, natural e vegano ainda não existe regulamentação até o  momento.

Cosméticos naturais e orgânico também podem oferecer uma grande variedade de benefícios à saúde. A qualidade dos ingredientes naturais tornam muitos destes produtos anti-inflamatórios e ricos em antioxidantes.

O que os cosméticos naturais orgânicos oferecem de benefícios a saúde

Os cosméticos naturais orgânicos podem trazer um grande benefício para as pessoas por não conter derivados do petróleo, corantes sintéticos, fragrâncias sintéticas e muitos outros que são em muitas vezes substâncias tóxicas.

Além disso, alguns destes produtos são também ricos em nutrientes que podem hidratar a pele, reduzir rugas, clarear a pele e até mesmo ajudar na redução do envelhecimento da pele.

Matérias-prima Permitida na produção de cosméticos naturais

  • Manteigas vegetais
  • Óleos vegetais
  • Lanolina
  • Corantes naturais
  • Pigmentos naturais
  • Óleos essenciais
  • Extratos vegetais
  • Minerais
  • Polímeros naturais

Matérias-prima Proibida para a produção de cosméticos naturais

  • Corantes sintéticos
  • Fragrâncias sintéticas
  • Derivados Propilenos
  • Amônia
  • Silicone
  • Conservantes sintéticos
  • Dietanolamidas
  • Derivados do petróleo
  • Geneticamente modificados

1. Sabonetes líquidos naturais orgânicos

Os sabonetes líquidos orgânicos artesanais são feitos de ingredientes naturais e entregam ativos hidratantes e nutritivos para a pele.

Esses sabonetes contêm óleos e extratos vegetais, sabões orgânicos, manteigas, vitaminas e óleos essenciais para hidratar a pele.

2. Óleos corporais naturais orgânicos

Os óleos corporais artesanais são formulados com óleos naturais e orgânicos para nutrir e suavizar a pele. Esses óleos corporais também contêm ingredientes condicionantes para manter a hidratação da pele.

3. Cremes naturais orgânicos para as mãos e corpo

Os cremes para as mãos e corpo são formulados para nutrir a pele e proporcionar uma sensação de suavidade. Esses cremes contêm extratos, óleos naturais.

4. Máscaras faciais naturais

As máscaras faciais naturais são formuladas para proporcionar hidratação e luminosidade à pele. Elas contêm extratos naturais de plantas, óleos essenciais, manteigas e minerais para reforçar a saúde da pele.

5. Batons naturais

Os batons naturais são feitos com ingredientes naturais para fornecer um brilho e nutrição às lábios. Esses batons contêm manteigas vegetais, óleos, pigmentos e óleos essenciais para brilho e hidratação.

Cosméticos orgânicos artesanais | Como fazer – Siga o passo a passo

1. Selecione os ingredientes orgânicos que você deseja usar nos cosméticos artesanais. Certifique-se de que você está obtendo os melhores ingredientes aprovados e certificados para uso em cosméticos.

2. Decida quais formulações você deseja criar. É melhor começar com apenas um ou dois produtos para que você possa aprimorar seus conhecimentos conforme avança na fabricação de cosméticos artesanais.

3. Calcule a quantidade correta de cada ingrediente. Você precisará usar uma balança para pesagem para garantir que não haja nenhum ingrediente em excesso ou em falta.

4. Coloque os ingredientes certos em um recipiente limpo e seguro. Lave bem qualquer recipiente que você usou antes.

5. Misture os ingredientes usando uma colher, um agitador ou um mixer. Misture até obter um resultado homogêneo.

6. Coloque os produtos em recipientes limpos e higienizados.

7. Armazene os produtos em um local limpo e seguro e desinfete as superfícies entre os usos.

8. Etiquete os produtos, incluindo informações sobre o conteúdo, data de fabricação e data de validade.

9. Promova e venda de seus produtos de cosméticos artesanais!

[artigos-fotos]

Demaquilante natural

Aplique após lavar o rosto. Utilize algumas gotinhas de óleo de jojoba em um pedaço de algodão e passe por todo rosto, em seguida enxague muito bem.

Receita de esfoliante natural caseiro para qualquer tipo de pele

1 colher de sopa de fubá

1 colher de sopa de mel

Modo de aplicar

Misture todos os ingredientes e passe por todo rosto fazendo movimentos circulares suaves.

Enxague muito bem com água.

Pode ser feito uma vez por semana.

Máscara facial hidratante caseira de aveia com morango para pele normal ou mista

2 morangos maduros

2 colheres de sopa de aveia flocos fino

2 colheres de sopa de mel

3 colheres de sopa de água

Modo de preparar

Bata tudo em um mixer ou amasse tudo com um garfo e misture bem.

Aplique por todo rosco e pescoço.

Deixe por 10 minutos no rosco em seguida enxague muito bem.

Máscara facial hidratante caseira de abacate para pele seca

2 fatias de um abacate maduro

2 colheres de sopa de óleo de  amêndoa ou jojoba

Modo de preparar

Bata tudo em um mixer ou amasse com um garfo e misture muito bem.

Passe por todo rosto e pescoço e deixe por 10 minutos, em seguida enxague bem.

Considerações finais

Os cosméticos orgânicos artesanais oferecem uma alternativa saudável e livre de substâncias químicas nocivas à pele.

No entanto, é importante lembrar que os cosméticos orgânicos artesanais também têm algumas desvantagens.

Em particular, é preciso ter cuidado ao usar esses produtos, pois podem conter ingredientes que causam reações ou alergias, e também podem apresentar produtos com um prazo de validade mais curta.

Dessa forma, é importante buscar conhecimento especializado para obter os melhores resultados.

Leia também –Não sabe usar a resina? Confira aqui como usar corretamente esse material

Como montar uma loja virtual para vender artesanato – Veja aqui as dicas

Vender artesanato é uma atividade que vem ganhando força a cada dia no Brasil. Cada vez mais, as pessoas estão procurando por produtos feitos à mão de qualidade superior para a decoração de seus lares e presentes para os amigos e familiares.

O comércio eletrônico se mostra como a melhor ferramenta para alavancar o negócio de quem produz artesanato.

Criar uma loja virtual para vender artesanato pode ajudar o trabalhador autônomo ou o empresário a expandir suas vendas e mostrar os seus produtos para um público ainda maior.

Depender dos mercados locais e feiras esporádicas, além de pouco rentáveis, limita a capacidade de negociação e visibilidade. Neste artigo, exploraremos como criar uma loja virtual para vender artesanato.

Vantagens de vender artesanato na loja virtual

O assunto cobrirá tópicos essenciais, como escolher a plataforma certa, escolher e cadastrar os produtos, elaborar a estratégia de divulgação, definir preços e muito mais.

Com essas dicas, esperamos ajudar os produtores artesanais a ter sucesso online e expandir seus negócios.

1. Acesso a um vasto mercado de consumidores

Com uma loja virtual, você terá acesso a um público potencialmente maior do que se a venda fosse limitada a uma área geográfica local.

Você pode vender para consumidores de todo o mundo, aumentando significativamente sua receita e sua base de clientes.

2. Reduzido custo de infraestrutura

Ao configurar sua loja virtual, você não precisa gastar dinheiro ou tempo localizando uma instalação física para exibir sua mercadoria.

Não há necessidade de criar a infraestrutura necessária muitas vezes a assinatura de contratos e locação de propriedades.

3. Baixo custo de manutenção

Se você já tem um negócio de artesanato tradicional, pode estar gastando uma quantidade significativa de tempo e energia na manutenção diária.

Ao transferir o negócio para uma loja virtual, não há necessidade de contratar pessoal específico ou arcar com o custo associado a consertar e manter sua infraestrutura física.

4. Controle de Anúncios e Despesas

A abertura de uma loja virtual permitirá que você tenha um controle total sobre quanto gasta com anúncios e também nos custos de plataformas, como software de gerenciamento de estoque e gateways de pagamento.

5. Simplificação dos processos de gestão

Um dos principais benefícios de possuir uma loja virtual é a facilidade de gerenciamento. Você pode criar uma loja virtual usando alguns dos sistemas prontos ou plataformas de e-commerce on-line que reduzirão sua carga administrativa.

Isso libera-lhe mais tempo para se concentrar nas vendas e promover seu negócio artesanal.

Como montar uma loja virtual para vender artesanato

O assunto cobrirá tópicos essenciais, como escolher a plataforma certa, escolher e cadastrar os produtos, elaborar a estratégia de divulgação, definir preços e muito mais.

Com essas dicas, esperamos ajudar os produtores artesanais a ter sucesso online e expandir seus negócios.

1. Defina o produto a ser ofertado

O primeiro passo para montar uma loja virtual de artesanato é definir os produtos que serão ofertados. Pense nos materiais que serão utilizados, tamanhos, cores, estilos, etc.

Além destes detalhes, faça uma lista que contenha todos os produtos que você deseja oferecer às pessoas.

2. Monetize o seu trabalho

Certifique-se de que o preço que você vai cobrar pelos seus produtos é justo e lucrativo. Desenvolva uma tabela de preços que seja de fácil consulta para os seus clientes.

3. Invista em marketing

Após definir o produto a ser ofertado e o preço que você vai cobrar por ele, é hora de pensar em como gerar tráfego para a sua loja e como tornar seus produtos mais conhecidos.

Utilize as ferramentas de marketing digital disponíveis como e-mail marketing, anúncios pagos, redes sociais, etc., para alcançar um número maior de pessoas interessadas no seu trabalho.

4. Crie um site responsivo

Estruture corretamente o seu site para que se torne responsivo e atraente para os seus clientes. As fotografias devem ser de boa qualidade, destacando o trabalho executado pelo artesão.

As informações sobre produtos e serviços, pagamentos e entregas deverão ser claras e objetivas.

5. Escolha um método de pagamento

Escolha um método de pagamento de acordo com seu perfil e conhecimento de tecnologia. Algumas opções são: cartão de crédito, PayPal, escaneamento de código de barras, transferência bancária, depósito em conta, PagSeguro ou Bcash.

6. Selecione um serviço de entrega:

Escolha um serviço de entrega conforme o seu perfil, preço e faixa de entrega. Alguns bons serviços de entrega são: Fainara Express, Total Express e Correios.

7. Invista em provedores de serviços:

Para evitar transtornos e garantir a qualidade e rapidez dos seus serviços, invista em provedores conhecidos no mercado e que forneçam serviços com segurança. Alguns bons provedores de serviços são: Amazon Web Services, Google Cloud Platform e Azure.

8. Faça análises periódicas

Para acompanhar a performance da sua loja e avaliar os resultados alcançados, faça análises periódicas a partir dos dados coletados.

Estas análises auxiliam você a entender as necessidades dos seus clientes, as estratégias de marketing que estão dando certo e o que pode ser melhorado.

Considerações finais

Montar uma loja virtual para vender artesanato é uma grande oportunidade para artesãs e artesão alcançarem um mercado ainda mais amplo e diversificado.

Porém, ao escolher essa opção é importante considerar alguns pontos.

Além do site proprietário, é necessário se atentar aos equipamentos e softward necessários para a plataforma de vendas, visto que os custos de manutenção dele são significativos e, se não for possível cuidar disso, terceirizar essa parte da operação.

Também não se pode esquecer da estratégia de marketing, que possibilitará que a loja se destaque e ganhe destaque entre a concorrência.

Por fim, é essencial que o proprietário se informe e saiba o que o regulamentos estaduais e federais exigem para o empreendimento – como a emissão de nota fiscal – para que não tenha problemas futuros.

Leia também – O Papel do Google Merchant Center e do Google Drive na Gestão de Imagens

Como o Sebrae pode ajudar a compreender as melhores linhas de crédito para MEI

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) desempenha um papel fundamental na auxiliar os Microempreendedores Individuais (MEIs), através de orientação especializada em diversos assuntos, como o auxílio na escolha da melhor linha de crédito.

Todo MEI tem direito ao benefício, através do qual pode obter linhas de crédito específicas para seu ramo de atividade. Por meio do Sebrae, o empreendedor tem a chance de avaliar diversas soluções de financiamento, e, assim, escolher aquela que melhor se encaixa na realidade de seu negócio.

O Sebrae também auxilia os MEIs a entender como funciona a escolha da linha de crédito mais indicada para o crescimento do negócio, como identificar seus custos, calcular e avaliar as taxas de juros, as condições de reembolso, entre outros pontos importantes.

A importância do Sebrae na carreira do MEI

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) oferece suporte essencial para microempresas e empresários individuais. O objetivo principal do Sebrae é contribuir para o crescimento e desenvolvimento das empresas através da oferta de informações, serviços, recursos e capacitação.

Ao contar com o Sebrae em sua carreira empresarial é possível ter a vantagem de se beneficiar dos conselhos e informações oferecidas por este serviço. Além disso, diversos programas, treinamentos e capacitações são realizados gratuitamente para os MEIs ajudando a descobrir suas limitações, vontades e interesses.

O Sebrae também conta com programas de financiamento para auxiliar os MEIs, como por exemplo, a linha de crédito para modernização, microcrédito, financiamento para expansão, mecânicas de crédito de desenvolvimento, etc.

Além disso, os empresários e microempresários individuais podem contar com o Microempreendedor Individual (MEI) e o Simples Nacional, que oferece descontos fiscais para os micros e pequenos empreendimentos.

Outra grande vantagem do Sebrae é a possibilidade de acesso a linhas de financiamentos empresariais. Isso significa que os empresários estão em um ambienta seguro para investirem em seu negócio e conseguirem auxílio para desenvolver projetos, comprar equipamentos, montar estoque e fazer melhorias na infraestrutura.

Assim, podemos concluir que o Sebrae é de extrema importância na carreira dos MEIs. O serviço oferece uma série de conhecimento, orientação e recursos para ajudar os empresários a se desenvolverem de maneira segura e eficiente.

No entanto, vale lembrar que é importante buscar oportunidades para automatizar o negócio e criar mecanismos que permitam a gestão efetiva, reduzindo custos e aprimorando o crescimento e desenvolvimento do empreendimento.

Como o Sebrae pode ajudar a compreender as melhores linhas de crédito para MEI

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) pode ajudar os microempreendedores individuais (MEI) a compreender e a aproveitar melhor as linhas de crédito disponíveis.

Uma das principais formas como o Sebrae pode ajudar é dando mais informações sobre as distintas linhas de crédito destinados a MEI.

Essas informações, pode incluir descrição dos produtos e serviços oferecidos, taxas aplicáveis, condições gerais e procedimentos para obtê-los. Além disso, o Sebrae pode fornecer informações sobre quais bancos oferecem os melhores produtos financeiros para MEI.

Outra forma como o Sebrae pode ajudar na compreensão das melhores linhas de crédito para MEI é através da assessoria da equipe de consultores financeiros que estão disponíveis para ajudar os empreendedores a identificar e a selecionar o produto financeiro ideal para o seu negócio.

O Sebrae também oferece serviços educacionais sobre finanças empresariais, como cursos, palestras e webinars, para auxiliar os MEI a compreender melhor os tipos de soluções financeiras disponíveis e obtê-las de forma eficiente.

Essas sessões educacionais ajudam a compreender detalhadamente as soluções financeiras e obtê-las da melhor forma possível.

Benefícios e vantagens das linhas de crédito para MEI junto ao SEBRAE

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) fornece orientações específicas para a obtenção de crédito para microempreendedores individuais.

Ao seguir os passos indicados pelo Sebrae, é possível reduzir o risco de obter crédito e aumentar as chances de um MEI (Microempreendedor Individual) conseguir uma linha de crédito que atenda às suas necessidades.

Uma das principais orientações fornecidas pelo Sebrae é que os MEI’s façam um planejamento financeiro completo. O planejamento financeiro deve incluir um orçamento detalhado para a empresa, incluindo gastos e receitas, e um plano de negócios que estabeleça os objetivos do negócio.

Além disso, o Sebrae aconselha que os MEI’s realizem uma avaliação de riscos financeiros antes da solicitação de um empréstimo. Outro conselho importante é elaborar um prontuário financeiro.

O prontuário financeiro deve conter informações completas sobre o histórico de empréstimos, tempo de operação, pagamentos em dívida, custos de operação, forma de lucro e receita.

Estas informações ajudarão os bancos a avaliar melhor o pedido de crédito do MEI e também a identificar as áreas onde a empresa precisa melhorar.

O Sebrae também recomenda que os MEI’s busquem orientação especializada antes de solicitar um crédito bancário. Isto permitirá que o empreendedor obtenha feedback sobre os termos do empréstimo para garantir que o crédito obtido seja adequado para as suas necessidades.

Considerações finais

Ao aplicar as orientações do Sebrae, os MEI’s podem maximizar suas chances de obter uma linha de crédito viável para o seu negócio. Ao se preparar, o empreendedor individual pode demonstrar aos bancos que está ciente dos riscos e que está pronto para gerir de forma eficiente os seus lucros e passivos.

Leia também – https://empreendedorismonews.com/noticias/o-mei-pode-contratar-funcionario-para-contratar-e-necessario-um-contador/

Quer aprender a fazer enfeites para datas comemorativas, então veja nossas dicas.

Enfeites para datas comemorativas são uma parte importante da cultura. Estas celebrações podem incluir festas, celebrações religiosas e profissionais. Os enfeites para datas comemorativas são o que ajudam a criar o clima de celebração e animação em torno destes eventos.

O artesanato é uma excelente forma de criar enfeites para datas comemorativas que são totalmente exclusivos e originais, e tornam qualquer evento especial e único.

A criatividade é a chave para criar enfeites atraentes para datas comemorativas. O artesanato é ideal para esta tarefa porque oferece ao artesão uma variedade de materiais para trabalhar e ideias de como colocá-los juntos.

Detalhes sobre a criação das melhores peças de artesanato com enfeites para datas comemorativas

Para criar enfeites originais para datas comemorativas, é importante ter paciência e criatividade para pensar fora da caixa e fora das convenções artesanais. Escolher exatamente o material certo e o design apropriado é crucial.

Os materiais a serem usados na fabricação dos enfeites para datas comemorativas variam dependendo do tipo de artesanato que está sendo criado.

Os enfeites podem ser feitos de materiais como pano, madeira, metal, vidro, plástico ou tecnologia de impressão 3D. Dependendo do design escolhido, o artesão pode usar uma variedade de técnicas para dar vida à sua criação.

Estas podem incluir estampagem, pintura a óleo, decoupage, tricô e bordado. O uso inteligente dos materiais e técnicas apropriadas garante que os enfeites destaquem.

Opções de Enfeites para datas comemorativas

As datas comemorativas são ocasiões especiais para celebrar ou lembrar eventos históricos, ou pessoais importantes. Existem muitas opções de enfeites que as pessoas podem usar para decorar suas casas ou comemorar datas comemorativas. Abaixo, estão algumas opções de enfeites:

1. Globos:

Globos podem ser usados em datas comemorativas para criar um ambiente divertido e descontraído. Você pode decorar a sala com globos extra grandes, cheios de luzinhas coloridas, globos temáticos relacionados ao tema da data comemorativa e bolas de folhas de árvore para criar experiências únicas.

2. Banderolas:

Banderolas são pequenos adereços que podem ser colocados em tetos, paredes, janelas e portas para criar um ambiente festivo. Você pode escolher bandeiras e banderolas de vários tamanhos e formatos para obter o look desejado.

3. Leques:

Os leques são uma decoração versátil e podem ser usados para ocasiões especiais. Você pode usar leques em arranjos de flores, para pendurar na parede, para reverenciar aqueles que marcaram sua vida ou para pendurar no teto para criar um clima mágico no ambiente.

4. Velas:

As velas são uma bela decoração para qualquer ocasião. Elas criam uma luz quentinha e romântica e, além disso, são ótimas para aromatizar o ambiente.

Você pode usar velas em formas de dezenas de itens temáticos como estrelas, corações, bolas de natal e flores para criar um visual único.

5. Balões:

Balões são um dos ícones mais populares de decorações para datas comemorativas. Você pode criar um cenário divertido e alegre com balões coloridos e formatos divertidos, como galinhas, animais, personagens de desenhos animados e nomes.

6. Enfeites para árvore de Natal:

Muitas pessoas gostam de alternar os enfeites de árvore de Natal todos os anos, seja para as fotos ficarem diferentes a cada ano ou simplesmente por dar aquele arzinho de um novo ano que se aproxima.

Enfeites para datas comemorativas – Veja como fazer – Siga o passo a passo

Passo 1: Escolha um tema festivo. Se você estiver tentando criar enfeites para uma festa de aniversário, tente escolher algo alegre e relacionado ao tema da festa.

Por exemplo, se a festa for “Paraíso Tropical”, escolha algo com uma paleta de cores tropicais e motivos tropicais.

Passo 2: Escolha seus materiais. Dependendo do enfeite que você tiver escolhido para sua data comemorativa, você precisará de uma variedade de materiais.

Desde cartolina, papel ou cartão e lápis ou canetas até algodão, feltro, guarnecimento de flores, lantejoulas e fitas. Você pode comprar os materiais online ou em lojas de artesanato especializadas.

Passo 3: Escolha um design. Existem milhares de designs possíveis quando se trata de fazer enfeites. Você pode criar um design a partir do zero usando suas próprias ideias.

Ou pode usar modelos prontos para ajudá-lo a construir seus enfeites. Sites, como Pinterest, oferecem opções de designs prontos que você pode adotar.

Passo 4: Corte e costure seus design. Uma vez que você tenha escolhido seus materiais e design, comece a montar seu enfeite. Seja paciente e considere usar uma matriz para um corte preciso.

Certifique-se de que a linha seja suficientemente resistente para suportar a montagem que você tem em mente.

Passo 5: Adicione os detalhes finais. Depois de cortar e costurar todos os elementos, adicione os acabamentos que tornarão seu enfeite único.

Isso inclui adicionar os adesivos e alfinetes necessários para manter os tecidos em seu lugar, costurar peças decorativas, ou mesmo adicionar lantejoulas, ou fitas coloridas.

Passo 6: Fiar. Se você gostar de trabalhos manuais, por fim, utilize uma agulha de tricô ou um fio compactado e meça o seu enfeite. Isso ajudará a segurar as peças no lugar e dará a elas ainda mais personalidade.

Considerações finais

Os enfeites para datas comemorativas são a maneira perfeita de comemoração. Eles adicionam um toque único e especial a tudo o que você está fazendo para fazer de seus dias comemorativos se sentirem ainda mais especiais.

Se você está planejando uma grande celebração, investir em alguns enfeites pode fazer toda a diferença. Eles tornam a festa colorida e única, e trazem alegria para todos os presentes.

Se você quiser aproveitar ao máximo seus dias de festa, lembre-se de comprar os enfeites ideais para a ocasião.

Leia também – Como fazer guirlanda de Natal artesanal

O que fazer para divulgar trabalhos artesanais e tornar se conhecida

Artesanato é um passatempo milenar e divertido. Criar trabalhos artesanais com as próprias mãos é gratificante, pois proporciona autoestima, alívio do stress e expressão criativa.

No entanto, muitos artesãos e artistas amadores sentem dificuldades para divulgarem seus trabalhos. Uma forma de sair desse impasse e tornar-se conhecida é investir na divulgação dos trabalhos artesanais.

Uma forma de começar a divulgar trabalhos artesanais de forma gratuita é começar a postar conteúdo em websites ou blogues especializados em artesanato.

A influência das redes sociais para divulgar trabalhos artesanais

É aconselhável criar perfis nas principais redes sociais, como Facebook, Instagram ou Twitter, para atrair mais clientes e expor os trabalhos artesanais.

Nelas, é possível postar fotos dos produtos e siga as tendências para construir uma reputação reconhecida. Outra forma de divulgar e chegar a um público alvo é participar de feiras de artesanato, eventos e workshops.

Os encontros presenciais permitem que outras pessoas vejam os trabalhos artesanais de perto e oferecem ao artista a oportunidade de estabelecer relações com outros colegas artesãos ou clientes.

Além disso, distribuir folhetos em lojas locais ou em outros locais de frequente circulação de pessoas é uma boa forma de divulgar os trabalhos artesanais de forma simples, econômica e eficaz.

O alcance da divulgação dos trabalhos artesanais

A divulgação dos trabalhos artesanais e tornar se conhecida pode ter alcance local, regional, nacional e até mesmo internacional.

Os métodos usuais de divulgação incluem o uso de faixas publicitárias, postagens em mídias sociais, catálogos, participação em eventos de arte, exposições, vendas ao varejo e eventos específicos sobre artesanato.

As postagens nas mídias sociais e a criação de um site bem projetado são importantes para garantir a visibilidade da marca e alcançar um público maior.

Outro método eficaz para atrair o público é por meio de estratégia de marketing de conteúdo – criação de conteúdo de qualidade e informativo sobre o artesão e seu trabalho.

Outra estratégia para se divulgar é por meio de parcerias com clientes potenciais ou patrocinadores, o que pode ajudar a levar o trabalho artesanal a um público maior.

As iniciativas podem incluir desde contribuições em eventos, exposições, programas de mídia e alianças de marca. A pesquisa de mercado para identificar quais tipos de público se relacionam com o produto também é essencial.

Por último, mas não menos importante, é preciso cuidar das relações com clientes e compradores, oferecendo um serviço de qualidade criado especialmente para eles.

O que fazer para divulgar trabalhos artesanais e tornar se conhecida

1. Crie um site ou perfil nas redes sociais, como Instagram, Facebook, Twitter e Pinterest, para divulgar seus trabalhos artesanais.

2. Coloque fotografias de seu trabalho e publique sobre produtos, eventos, dicas de artesanato e informações sobre você, descrevendo seu trabalho.

3. Utilize palavras-chave relacionadas ao seu trabalho e defina estratégias de marketing, como anúncios patrocinados ou conteúdos promocionais, para alcançar pessoas interessadas em adquirir seus produtos.

4. Promova ainda suas criações artesanais em grupos de artesãos, exposições, feiras, sites de e-commerce, anúncios em jornais e revistas, entre outros canais, para expandir a visibilidade da sua marca.

5.Aproveite os recursos da web para vender seus produtos, tais como e-mail marketing, vídeos, blogs e chatbots para engajar os seus visitantes.

6. Para melhorar o relacionamento com o seu público, incentive a interação através de promoções, sorteios e concursos.

7. Compartilhe depoimentos de clientes satisfeitos e trabalhe para que eles divulguem seus trabalhos artesanais para outras pessoas.

8. Ofereça descontos e ofertas exclusivas para alavancar as vendas.

9. Apoie causas sociais e outros artesãos, para engajar seu público.

10. Crie campanhas para mostrar para seu público que a compra do seu trabalho artesanal é um ato de cidadania, contribuindo para que outras pessoas possam desenvolver seus próprios trabalhos.

Considerações finais

Para divulgar trabalhos artesanais e se tornar conhecida é necessário ter uma boa estratégia de marketing. É importante usar ferramentas de mídia social, como Instagram e Facebook, para promover seus trabalhos artesanais.

É importante também se conectar com outras pessoas envolvidas no mesmo segmento de mercado, participar de eventos que promovam produtos artesanais e também fazer parcerias com lojas, blogs e outras entidades que possam ajudá-la a divulgar seus produtos.

Além disso, é importante proporcionar aos clientes informações sobre os produtos por meio de vídeos, fotografias bonitas e atualizações regulares. Por fim, é fundamental estar aberto ao feedback dos clientes e implementar mudanças quando necessário para garantir o sucesso de sua empreitada.

Leia também –Quer fazer um jardim vertical? Confira as dicas aqui

Como fazer um planejamento para montar uma loja virtual de artesanato

Neste artigo, apresentaremos um guia passo a passo sobre como criar um plano de negócios eficaz para montar sua loja de artesanato.

Abrir uma loja virtual de artesanato é uma excelente maneira de compartilhar seu talento com o mundo.

Ter uma empresa online pode ser recompensador do ponto de vista financeiro e emotivo. No entanto, montar um negócio do zero exige planejamento para que as coisas aconteçam.

Antes de começar a criar seu plano de negócios, você deve ter uma visão clara da sua loja virtual de artesanato

Está preparando para um negócio a curto ou longo prazo?

Quais são seus objetivos, metas e aspirações?

Você também deve considerar as necessidades de seu público-alvo.

Qual é a faixa etária e a localização geográfica?

A identificação destas variáveis fará com que o plano de negócios seja mais estratégico.

Por último, mas não menos importante, você terá que estabelecer um orçamento. Quanto você tem disponível para começar sua loja?

Assim como qualquer outra empresa, terá despesas iniciais, como as taxas de abertura de empresa, taxas de serviço e taxas de transporte.

É importante realizar uma análise financeira para entender seu limite de gastos e criar um plano de negócios realista e de longo prazo.

Como fazer um planejamento para montar uma loja virtual de artesanato

A seguir, você verá um passo a passo detalhado para planejar e montar uma loja virtual de artesanato, confira!

1. Estabelecer os Objetivos:

A primeira etapa para criar uma loja virtual de artesanato é estabelecer objetivos para o negócio. Quais são as metas que se deseja alcançar?

Qual o tipo de produto que será vendido? A loja terá uma estratégia específica para atender às expectativas dos clientes? Quais são os prazos de entrega das encomendas?

2. Planejar o Produto:

Depois de definir os objetivos, é hora de planejar cuidadosamente quais tipos de produtos serão vendidos. Quais materiais serão usados para a produção dos itens? Estabeleça os preços e a estratégia de valorização do produto.

3. Criar a Plataforma:

A loja precisa ser pensada com cuidado para atender às necessidades dos clientes. Estabeleça qual será a plataforma de loja virtual que será utilizada. Escolha o melhor provedor de hospedagem e o melhor sistema de gerenciamento de produtos.

4. Desenvolver o Site:

Uma vez que a plataforma foi selecionada, é hora de desenvolver o site da loja. Elabore o design da loja, determine o conteúdo para as páginas e estabeleça as funcionalidades que serão incluídas no site.

5. Defina um Plano de Marketing:

Depois de criar a loja, é preciso pensar nas estratégias para atrair e reter os clientes. Estabeleça um plano de marketing eficaz que conte com ferramentas de publicidade e relações públicas.

6. Treine os Colaboradores:

Divida as atividades dentro da loja entre os colaboradores e treine-os a executar tais tarefas da maneira certa. Atenção especial deve ser dada aos procedimentos de envio e recebimento de mercadorias.

7. Implemente o Sistema de Cobrança:

A escolha de um sistema de seguro e confiável é essencial para a segurança das informações e transações da loja. Defina uma política de cobranças para os clientes.

8. Estabeleça Procedimentos de Atendimento ao Cliente:

Por fim, crie um serviço de atendimento ao cliente eficiente que atenda às expectativas dos consumidores, assim como o prazo de entrega e formas de devolução.

Benefícios de planejar uma loja de artesanato virtual

1. Oferecer a oportunidade de vender seus produtos para consumidores em todo o mundo: Uma loja virtual de artesanato pode permitir que você venda seus produtos e serviços para um público mais amplo, aumentando suas chances de obter mais vendas.

2. Economia de tempo e acesso rápido: Ao criar uma loja virtual, você não precisa perder tempo enviando seus produtos com bastante frequência para um evento de venda ao vivo, pois eles já estarão disponíveis 247. Esta é uma excelente forma de economizar tempo.

3. Visibilidade de marca: A criação de uma loja virtual de artesanato permite que você promova e divulgue sua marca, aumentando assim a exposição da sua empresa ao mercado.

4. Melhorar o feedback do cliente: A loja virtual permite que você faça inquéritos aos clientes que adquiriram seus produtos e se comprometa com a qualidade deles. Você pode obter informações valiosas e mensurar a satisfação deles.

5. Simplificar o processo de pagamento: Com uma loja virtual, você pode fornecer a seus clientes várias opções de pagamento, como cartão de crédito, débito e PayPal, para que eles possam finalizar a compra facilmente e de forma segura.

6. Conectividade de redes sociais: Você pode conectar sua loja a várias plataformas de mídia social para aumentar a exposição dos seus produtos e serviços e facilitar a divulgação deles.

Considerações finais sobre o bom planejamento da sua loja virtual de artesanato

Como você pôde ver, criar uma loja virtual de artesanato é um processo que demanda muita preparação e planejamento. Se você conseguir reunir todos os elementos necessários e seguir as dicas acima..;

Você terá mais chance de ter sucesso nesse empreendimento. Além disso, é necessário implementar estratégias para impulsionar seu negócio, como e-mail marketing, SEO e presença nas redes sociais.

Criar uma marca forte e ter processos bem estabelecidos dentro de sua loja virtual também são fundamentais para o sucesso de seu negócio.

Por fim, lembre-se de que empreender é um processo complexo. Criar uma loja virtual de artesanato pode ser um desafio, mas com trabalho, dedicação e estratégia, é possível conquistar o sucesso.